WAVEGEN
Gerador submersível para aproveitamento de energia das ondas

Objecto: Aproveitamento de energia das ondas do mar.
Parceiros: EEM – Empresa de Electricidade da Madeira, S.A.; IDEUTVIKLING; NORPUMP A/S; PREPLAST INDUSTRIER A/S; Eurotécnica, Lda.; GEA S.r.l., WSP Environmental Oy; ABS PUMPER A/S; LABOR S.r.l.; Norwegian University of Science and Technology.
Financiamento: “Cooperative Research Projects” do 6º Programa Quadro de IDT da Comissão Europeia (contrato nº COOP-CT-2005-017766).
Duração: 2005-2008.


Objetivos

Demonstrar um sistema de aproveitamento de energia das ondas do mar, para conversão directa em energia eléctrica, através de bombas, denominadas wavepumps – equipamento offshore ultraleve de conversão da energia das ondas – com um único gerador hidráulico submerso.
Promover o aproveitamento da energia das ondas, através da divulgação de dados concretos de produção, e custos de instalação e exploração.


Principais Atividades e Resultados

Desenvolvimento, construção e instalação de um sistema de aproveitamento de energia das ondas, com as seguintes características: 5 bombas com os seguintes componentes: 1 bóia de 3 m de diâmetro e 1 m de altura; 1 bomba cilíndrica de 0,7 m diâmetro e 6 m de comprimento; 1 pistão de 0,2 m de diâmetro e 15 m comprimento; 1 turbina acoplada a um gerador submerso offshore de 100 kW de potência, para o qual o fluxo bombeado é conduzido através de um tubo central; 1 plataforma fundeada, onde o sistema é montado; Ligação à rede pública de electricidade.
O sistema tem uma arquitectura modular que permite o agrupamento sucessivo de bombas em série e a posterior condução, através de um tubo central, do fluxo bombeado para um único gerador submerso offshore. As bombas são estrategicamente posicionadas em relação à onda, por forma a efectuarem um movimento desfasado, entre elas, para obter um fluxo constante na turbina acoplada ao gerador, permitindo, assim, uma produção contínua.
Foram realizados estudos para a instalação da central de demonstração de aproveitamento da energia das ondas na Fajã das Contreiras, em São Vicente, no entanto, a central piloto foi instalada na Noruega.


Downloads: cloud